“O que você quer ser quando crescer?” Essa pergunta ainda se repetia na sua mente, até mesmo depois de adulta.

Um questionamento extenuante que a perseguia implacavelmente. Hoje, em outro contexto, é claro. Porém, a sua resposta era sempre a mesma: “Eu quero ser quem eu sou.” Quem sabe num futuro, não é? Quando relacionamentos entre pessoas do mesmo gênero deixar de incomodar tanta gente por aí.

 

Rafael Pedrosa, 17 de maio de 2017 (Dia Mundial Contra a Homofobia)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s